Escreva para pesquisar

Leitura Rápida Tempo de leitura: 3 minutos

Diálogos Intergeracionais sobre Planejamento Familiar e Serviços de SSR

Transformando atitudes sobre os jovens no Quênia


Embora as discussões sobre serviços de saúde reprodutiva devam ser abertas a todos, a experiência de meninos e meninas adolescentes muitas vezes não participa delas, com seus pais e responsáveis tomando a maioria das decisões sobre saúde em seu nome. O departamento de saúde do Quênia está implementando várias intervenções com foco nos jovens. Pela A Iniciativa do Desafio (TCI), o Condado de Mombasa recebeu financiamento para implementar intervenções de alto impacto que abordam alguns dos desafios que os jovens enfrentam no acesso à contracepção e outros serviços de saúde sexual e reprodutiva (SRH).

Celina Githinji, coordenadora de adolescentes e jovens da Condado de Mombaça, Quênia, conhece muito bem os desafios emocionais e psicológicos enfrentados por meninos e meninas que a procuram em busca de apoio. 

Como oficial responsável pela saúde reprodutiva de adolescentes e jovens e prevenção da violência de gênero, Githinji está intimamente envolvido na resposta do condado a questões que afetam seu bem-estar. 

“Gosto de apoiar meninas e meninos e contribuir para a implementação de iniciativas que ajudem a enfrentar os desafios que eles enfrentam”, diz ela.

Embora as discussões sobre serviços de saúde reprodutiva sejam teoricamente abertas a todos, meninos e meninas adolescentes sofrem preconceito, com seus pais e responsáveis tomando a maioria das decisões sobre saúde em seu nome.  

Members of a Youth to Youth group in Mombasa, go for a community outreach on the beach. they distribute condoms, and preform skits with messages relating to reproductive health. the initiative is supported by DSW (Deutsche Stiftung Weltbevoelkerung) an international development and advocacy organization with focus on achieving universal access to sexual and reproductive health and rights.
Crédito: Jonathan Torgovnik/Getty Images/Imagens of Empowerment.

A cada ano, no condado de Mombasa, um terço das gestações não é planejada e um terço das gestações não planejadas termina em aborto. Dados do Pesquisa Demográfica e de Saúde do Quênia 2014 mostra que quase uma em cada cinco meninas entre 15 e 19 anos está grávida ou já tem um filho. Essa tendência tem sido bastante consistente por mais de duas décadas, com pouca mudança na prevalência entre 1993 e 2014. 

O tema tem ganho notoriedade no concelho e a secretaria de saúde está a implementar várias intervenções centradas nos jovens. Pela A Iniciativa do Desafio (TCI), o Condado de Mombasa recebeu financiamento para implementar intervenções de alto impacto que abordam alguns dos desafios que os jovens enfrentam em acesso a serviços contraceptivos

Diálogos Intergeracionais 

Uma das intervenções implementadas foram os diálogos intergeracionais para provocar uma mudança positiva de atitudes em relação aos serviços de saúde sexual e reprodutiva para jovens. 

“Quando iniciamos esses diálogos, tivemos a oportunidade de discutir questões de saúde reprodutiva abertamente. A primeira sessão foi tão bem-sucedida e pensei comigo mesmo: Por que não fazer isso como minha série de TV favorita, que apresenta semanalmente sem falhas?” compartilha Githinji.

Os diálogos visam fortalecer o diálogo entre pessoas de todas as faixas etárias, para que toda a comunidade possa se engajar em um processo coletivo de mudança. O diálogo intergeracional visa preencher a lacuna entre os diferentes membros da comunidade e capacitar as pessoas para discutir questões abertamente.

“A primeira sessão foi tão bem-sucedida e pensei comigo mesmo: por que não fazer isso como minha série de TV favorita, que aparece semanalmente sem falhas?”

Celina Githinji, Coordenadora de Adolescentes e Jovens do Condado de Mombasa, Quênia

Como isso começou

“Estruturei minha ideia de série de diálogos comunitários e a compartilhei com a equipe de gerenciamento de saúde e obtive a aprovação dela”, compartilha Githinji. Ela tem conduzido diálogos e compartilhado informações sobre saúde reprodutiva integradas com práticas de igualdade de gênero com as principais partes interessadas da comunidade.

Através do TCI Sisi Kwa Sisi treinando modelo, Githinji treinou 10 de seus colegas, que atualmente apóiam seu trabalho. Ela quer alcançar o maior número possível de partes interessadas da comunidade. 

Impacto dos Diálogos Intergeracionais

“As sessões de diálogo permitiram que o condado de Mombasa construísse relações nas comunidades e entre as gerações, alcançando guardiões - como líderes culturais, religiosos e locais - que ajudam a desenvolver planos de ação para abordar normas sociais e culturais que podem impedir o acesso dos jovens a serviços reprodutivos serviços de saúde”, diz Githinji.

Nos diálogos, os membros da comunidade discutem questões como:

  • Mitos e equívocos sobre métodos contraceptivos.
  • Infecções sexualmente transmissíveis.
  • Participação de membros da comunidade, homens e meninos, e líderes locais na prestação de serviços de saúde reprodutiva.

Ao fazer isso, o condado contribui para criar um ambiente de apoio para que adolescentes e jovens tenham acesso a informações e serviços de saúde reprodutiva.

Woman that are members of the young mothers, and breast feeding women group gather regularly to discuss sexual reproductive health, and family planning options.
Crédito: Jonathan Torgovnik/Getty Images/Imagens of Empowerment

“Também adicionamos orientação e treinamento para atividades de defesa e comunicação, desmistificando equívocos e mitos em saúde reprodutiva para os jovens campeões e seus colegas”, diz Mwanakarama Athman, coordenador de saúde reprodutiva do condado de Mombasa.  

Juntamente com outros profissionais de saúde, Githinji também explorou novas formas de alcançar adolescentes e jovens, inclusive por meio de telefones celulares. Muitos adolescentes agora estão usando os canais do WhatsApp para compartilhar informações sobre saúde sexual e reprodutiva e os desafios que os jovens enfrentam. 

O Condado de Mombasa disponibilizou um número gratuito e um código SMS móvel que os jovens usam para obter informações, aconselhamento e respostas para suas perguntas sobre saúde reprodutiva. “Os defensores da juventude se envolvem nessas discussões e abordam mitos e equívocos na saúde reprodutiva, entre outros assuntos atuais para os jovens”, disse Athman.

Levi's Onsase

Levis is a dedicated professional with a robust background in public health, specializing in Health Systems Strengthening. Currently, serving as a City Manager with Jhpiego under The Challenge Initiative Platform in East Africa, bringing over a decade of experience in global health programming, program implementation, and public health research. He has been instrumental in advancing family planning and reproductive health initiatives in Kenya, making significant contributions to the field. Levis holds an undergraduate degree in Public Health, which laid the foundation for his career. Currently, pursuing a Master of Science in Public Health, to further enhance his expertise in the field. Notably, he has undertaken specialized coursework in Market Systems Development from Springfield Center, Implementation Science from the University of Washington, and Evaluation and Applied Research from Claremont Graduate University. This additional training has equipped him with invaluable skills in market systems development, knowledge management, and learning. Levis has demonstrated a strong commitment to improving health systems and promoting the well-being of communities.